13 - Face às medidas tomadas relativamente à suspensão das atividades letivas, podem os alunos que estão a realizar o seu estágio interromper o mesmo sem prejuízo do cumprimento da carga horária da Formação em Contexto de Trabalho?

Ao abrigo das medidas excecionais e temporárias relativas à situação epidemiológica do novo coronavírus - COVID 19, a formação em contexto de trabalho dos Cursos Profissionais e dos CEF, em regime presencial, deverá ser suspensa.

Recomenda-se, sobretudo no caso dos alunos que se encontram no ano terminal do seu ciclo formativo, que as escolas dinamizem um trabalho pedagógico que contribua para o alcance dos objetivos definidos na respetiva formação. Uma das atividades solicitadas aos alunos poderá ser, por exemplo, a realização de uma prática simulada, apresentada síncrona ou assincronamente, sempre que haja condições para que a mesma se processe a distância e no domicílio do aluno. Esse trabalho desenvolvido a distância, cujo planeamento e avaliação devem ser definidos em estreita colaboração entre o diretor de curso e o orientador da FCT, deve ainda, sempre que possível, ser articulado com as entidades de acolhimento e ter em consideração a PAP do aluno. O desenvolvimento das atividades decorrentes desse trabalho releva para efeitos de carga horária da FCT. 

Para além desta recomendação, aos alunos a frequentarem o 1.º ou o 2.º ano do ciclo de formação poder-se-ão reajustar as horas da FCT, prevista para o(s) próximo(s) ano(s) letivo(s), de forma a procurar cumprir o plano de formação.

Em qualquer das situações, deverá ser sempre solicitada a alteração ao plano de formação na plataforma SIGO.

atualizada a 05/05/20